“Aqui tinha Farmácia Popular”; rede encolhe 20%. Por Sérgio Spagnuolo

Por Fernando Brito, Tijolaço

No ótimo site de checagem de notícias e dados Aos Fatos, Sérgio Spagnuolo faz o registro assustador do rápido encolhimento do programa Farmácia Popular – que você já viu naqueles cartazes vermelhos nas farmácia, com os dizeres “Aqui Tem Farmácia Popular”, que completou dez anos em 2016 (nasceu 2 anos antes, numa rede de centros públicos) e 38 milhões de brasileiros beneficiados com medicamentos gratuitos ou subsidiados em até 90%.

Criado inicialmente para distribuir remédios contra a hipertensão e diabetes,o programa atualmente estende-se para  dez medicamentos para rinite, dislipidemia, mal de Parkinson, osteoporose, glaucoma, contraceptivos, além das fraldas geriátricas.

Mas, desde outubro passado, o Ministério da Saúde parou de renovar os contratos que permitem a distribuição através de farmácias privadas.

Leia um trecho do texto do Aos Fatos, onde você pode ler a reportagem na íntegra:

Sem alarde, governo reduz em 20%
rede de farmácias populares no Brasil

Sérgio Spagnuolo, no Aos Fatos

A rede credenciada de estabelecimentos do programa de farmácias populares do governo federal encolheu em 6.317 unidades desde o fim de 2016 até o começo de março deste ano — uma queda de quase 20%, de acordo com os dados mais recentes da Sage (Sala de Apoio à Gestão Estratégica) do Ministério da Saúde.

No balanço final do ano passado, existiam 34.616 estabelecimentos credenciados no programa Aqui Tem Farmácia Popular, iniciado em 2006 e que, segundo o governo, beneficiou 38 milhões de pessoas em seus 10 primeiros anos de funcionamento.

A redução ocorre dez meses depois de o ex-ministro da Saúde, Agenor Álvares da Silva, afirmar que o programa tinha recursos limitados. Desde então, com mudanças de governo, o assunto ficou em suspenso. Depois de assumir a pasta, o ministro Ricardo Barros (PP-PR) afirmou em julho do ano passado que o fim do programa era boato.

Dados mais recentes, no entanto, mostram que o total de unidades que compõem a rede do programa agora é de 28.299 farmácias. Trata-se do menor número desde 2012, 18,2% a menos do que no fim de 2016. Os dados brutos estão disponíveis tanto no Portal de Dados Abertos do governo federal quanto no site da Sage, e foram analisados pelo Volt Data Lab, parceiro de Aos Fatos.

Leia::  Artistas e políticos defendem reforma agrária e agroecologia em feira do MST

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *