Auler: está sendo montado um ringue em Curitiba

por Fernando Brito, Tijolaço

O repórter Marcelo Auler está em Curitiba e mostra, de lá, como está sendo montada uma operação de bloqueio e interdição destinada a desfazer a mobilização que se faz em defesa do ex-presidente Lula.

A juíza substituta da 5ª Vara da Fazenda Pública, Diele Denardin Zydek decretou a interdição, não apenas a veículos, mas também a pedestres, de ruas próximas à vara onde ocorrerá o interrogatório, impondo multas de até R$ 100 mil a quem se aventurar por aquelas bandas.

Auler detalha os bloqueios, desde a antevéspera do depoimento:

“O cerco aos visitantes, nada bem-vindos, começará na noite de segunda-feira (08/05). Isso, apesar de a audiência em que Lula estará, pela primeira vez, frente a frente com o juiz Sérgio Moro, estar agendada para as 14 h da quarta-feira, 10 de maio. Entre 23 h de segunda-feira e 23 hde quarta-feira, estarão proibidas na cidade:

– a passagem de pedestres e veículos na área delimitada em vermelho no mapa do mov.1.5, sob pena de multa diária de R$100.000,00 (cem mil reais);
– a passagem de veículos, exceto os cadastrados, nas áreas delimitadas em amarelo no mapa do mov. 1.5, sob pena de multa diária de R$50.000,00 (cinquenta mil reais);
– a montagem de estruturas e acampamentos nas ruas e praças da cidade, sob pena de multa diária de R$50.000,00 (cinquenta mil reais).

Leia no blog do Auler toda a história do clima que está sendo criado pelas autoridades curitibanas que, entretanto, permitiram aos apoiadores de Moro acampar por três meses numa praça diante da Vara Federal.

Leia::  Temer que anular delação de Odebrecht, diz Folha

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *