Cariocas vão escrachar em frente à casa de Rodrigo Maia

Centenas de trabalhadores se organizam em direção à casa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), no Rio para protestar contra o parlamentar, um dos principais agentes para a aprovação das reformas trabalhista e da previdência, além de ser acusado de corrupção; cariocas também compareceram à orla da Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio, para pedir tanto a saída de Michel Temer; A gente não consegue entender como um político é patriota sendo corrupto”, disse um manifestantes; participantes também pediram saída o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão

Do Brasil 247

Texto divulgado pelo Mídia Ninja aponta que “centenas de trabalhadoras e trabalhadores se organizam para marchar em direção à casa de Rodrigo Maia (DEM), atual presidente da câmara dos deputados, um dos principais agentes na liberação da passagem de projetos de leis e propostas de emendas na constituição, nas quais ameaçam e retiram os direitos de milhares de brasileiras e brasileiros”.

Cariocas foram à orla da Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio,neste domingo (21), protestar contra a corrupção e pedir tanto a saída do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, como de Michel Temer. A mobilização foi convocada pelo Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Estado (Muspe).

“É um ato que pede mais respeito com a população e para que seja exercido o sentimento de patriotismo. A gente não consegue entender como um político é patriota sendo corrupto”, disse o integrante do Muspe, Ramon Carrera, segundo o G1.

Adriana Cabral mulher do ex-governador do Rio Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo, também foi citada em um dos recados deixados na faixa oferecida pelo Muspe.

Leia::  Wagner Moura convoca população para ato pelas diretas em Salvador

Servidores do estado cobraram a regularização dos pagamentos dos salários e outros pedem a saída de Michel Temer da presidência. “Depois de tudo que aconteceu com o presidente da República, também estamos pedindo o ‘Fora Temer'”, enfatizou Ramon Carrera

O Muspe deu o protesto como encerrado por volta das 13h30

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *