Criador e criatura. Alckmin reage a Dória e diz que irá a “prévias”

Por Fernando Brito, Tijolaço

Ontem, o prefeito de São Paulo deu uma entrevista “ensaboada” a Kennedy Alencar, no SBT, reafirmando sua “fidelidade” a Geraldo Alckmin, mas sem negar a possibilidade de pretender ser o candidato tucano à Presidência: “nada é irreversível, irrevogável, imutável, exceto a morte”.

Hoje, Geraldo Alckmin, na mesma toada do que disse Dória, aparece no Estadão  defendendo “prévias” no PSDB: “a democracia começa dentro de casa. A prévia não divide, a prévia escolhe. Você pode escolher na mesa, com quatro ou cinco pessoas, ou pode escolher ouvindo os que participam da vida partidária, 20, 30 mil pessoas”.

A concordância existe, mas tem data de validade.

Depende da situação em que se encontre o “Tarja Preta” Neves, que talvez ainda não se acredite definitivamente arruinado como candidato.

Se convencer-se disso, com o controle que ainda tem da máquina partidária, pode zumbir como uma mosca diante do solidíssimo caráter do prefeito paulistano.

O que somado às pesquisas que vão incluir Doria na lista dos presidenciáveis e estão vindo por aí…

As histórias de criador e criatura não costumam terminar bem.

Leia::  Marina desperta e agora critica reformas de Temer

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *