Datafolha: 13% não veem Temer envolvido em corrupção

Por Fernando Brito, Tijolaço

Na iminência de perder direitos trabalhistas e previdenciários – que vão representar centenas bilhões em ganhos para os empresários e os tomadores de títulos da dívida pública, além de criar um imenso mercado para os bancos explorarem a previdência privada, o homem que comanda este assalto aos trabalhadores está sob suspeita generalizada do povo brasileiro.

O trecho da  pesquisa Datafolha voltado para a percepção popular da corrupção mostra que só 13% dos brasileiros não creem que Michel Temer não esteja envolvido em casos de corrupção, contra 73% que acreditam que ele está metido diretamente nestes casos e 14 por cento que não têm opinião formada.

A falta de autoridade moral de Temer para impor sacrifícios é tão evidente que só os temerários podem insistir em aprovar mudanças tão profundas como as que quer fazer: não pode haver segurança de continuidade em regras estabelecidas sem um mínimo de legitimidade pública.

Progressivamente, cresce a percepção de que a Lava Jato é mais um projeto político que um efetivo saneamento nas práticas administrativas do país e na relação entre governos e empresas, a ponto de a maioria (54%) afirmar que a corrupção vai seguir igual ou até aumentar.

E se não vai diminuir, qual é a razão de, conduzindo-a desta forma histérica e espalhafatosa, arruinar o país, desempregar milhões e nos manter afundados na crise.

Se quiser a resposta, basta olhar as pretensões de poder do Ministério Público e do Judiciário,

Leia::  Aécio está no topo da lista de enrolados na delação da Odebrecht

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *