Dilma: Globo tem sido arma contra nossa democracia

A presidente deposta Dilma Rousseff criticou nesta terça-feira, 18, a parcialidade do Jornal Nacional, principal telejornal da Globo, na cobertura contra ela e contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, constatado no levantamento do portal Poder 360; “O Jornalismo de Guerra da Rede Globo tem sido a maior arma contra a democracia e o desenvolvimento do país e os direitos da nossa população”, disse Dilma; “A Rede Globo insiste nas suas tentativas de manipular a opinião do povo brasileiro. É tão escancarada a manipulação que não irá dar certo”, acrescentou; de 4 horas, 24 minutos e 51 segundos de reportagens sobre a lista de Fachin, JN dedicou 33 minutos ao ex-presidente Lula e 18 minutos contra Dilma; já Aécio Neves e Michel Temer, articuladores do golpe, tiveram, juntos, 21 minutos do tempo do jornal

Brasil 247

A presidente deposta Dilma Rousseff criticou nesta terça-feira, 18, a parcialidade do Jornal Nacional, principal telejornal da Globo, na cobertura contra ela e contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“O Jornalismo de Guerra da Rede Globo tem sido a maior arma contra a democracia e o desenvolvimento do país e os direitos da nossa população. A Rede Globo insiste nas suas tentativas de manipular a opinião do povo brasileiro. É tão escancarada a manipulação que não irá dar certo”, disse a presidente.

Dilma comentou o levantamento feito pelo portal Poder 360, que mostra que de 4 horas, 24 minutos e 51 segundos de reportagens sobre a lista de Fachin desde que o STF tornou pública a delação da Odebrecht, até a edição desta segunda 17, o Jornal Nacional dedicou 33 minutos e 32 segundos ao ex-presidente Lula. A segunda na lista é Dilma Rousseff, com 18 minutos e 7 segundos.

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), campeão em número de inquéritos (cinco), entre os quais é acusado de receber R$ 50 milhões em propina, teve a metade do tempo de Lula: 16min27seg; já Michel Temer, citado por delatores por ter participado de uma reunião em que foi combinado o repasse de US$ 40 milhões em propina pela Odebrecht ao PMDB, recebeu uma reportagem de 5 minutos e teve o vídeo em que se defende exibido pelo Jornal Nacional (leia mais).

Leia::  Fonte da IstoÉ se contradiz ao acusar Lula, e entregador da "mala de dinheiro" desmente

Leia a nota de Dilma na íntegra:

“A prova do “jornalismo de guerra” praticado pela Globo

O jornalista André Shalders,  do site Poder 360, compilou nesta terça-feira, 18, o tempo dedicado pelo Jornal Nacional da Rede Globo de Televisão a cada um dos citados nas delações da Odebrecht. Você pode ler a reportagem aqui.

É a prova de que o “jornalismo de guerra” continua, mesmo depois do processo fraudulento de impeachment.

Vejam a tabela acima. Dedicam a mim e ao Lula quase uma hora de cobertura da TV e “escondem” o PMDB, o PSDB e o  ilegítimo presidente Michel Temer.

O Jornalismo de Guerra da Rede Globo tem sido a maior arma contra a democracia e o desenvolvimento do país e os direitos da nossa população.

A Rede Globo insiste nas suas tentativas de manipular a opinião do povo brasileiro.  É tão escancarada a manipulação que não irá dar certo.

Dilma Rousseff”

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *