Em entrevista, Temer diz que pergunta sobre babá é “ofensiva”: “Meu filho tem 8 anos e não precisa”

Via DCM

Michel Temer conversou com rádios do Brasil na segunda, dia 15. Entre outras coisas, produziu o seguinte:

“Falando em plano espiritual, até um pouco esotérico… quando você tem correntes de energia favoráveis, você melhora o país”

“0%, considero que já concluí a minha tarefa” (sobre possibilidade de concorrer em 2018)

“A Lava Jato está prestando um benefício ao país, ela é útil. Vai melhorar muito os costumes daqui para a frente”

“As histórias dos delatores são fantasiosas. US$ 40 milhões? É muita coisa…”

“Os ministros são de uma competência extraordinária. Ajudam no governo e me ajudaram a chegar aqui”

Sobre Leandra Brito, babá de Michelzinho que tem cargo de assessora do Gabinete de Informação em Apoio à Decisão (Gaia), órgão responsável por assessorar o presidente da República, Temer fingiu indignação.

“Se a funcionária não puder atuar lá em casa, isso vai ser alterado”, alegou.

Para ele, a pergunta é ofensiva, porque seu filho de oito anos não precisa de babá, mas o que há uma “senhora que cuidava que tem contrato pelo Planalto”.

Depois, Temer tentou explicar que saiu da estrutura da Vice-Presidência para a da Presidência e que agora estão fazendo adequações para ver “se pode ou não haver serviços por lá.”

Leia::  Com Moraes no STF, Temer contrata um advogado de defesa

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *