Globo precisa tirar Record, SBT e RedeTV do ar

Rede Globo de Televisão não tem mais lucro!

Via Conversa Afiada

Na repeitada seção de Mauricio Stycer sobre televisão, na Fel-lha:

“Em causa própria”
Na disputa entre canais abertos e operadoras (Net, Claro, Sky, Oi e Vivo, representadas pela ABTA (Associação Brasileira de Televisão por Assinatura) de TV por assinatura quem perde mais é o espectador

(…) Registrando perda de assinantes desde 2015, o setor de TV por assinatura adota desde sempre uma atitude imperial, incapaz de reconhecer os problemas e deficiências do serviço que oferece –em especial, os pacotes caros e com canais que não interessam ao cliente.

Entrou para o anedotário, mas é sintomática desta atitude, uma frase sobre a Netflix dita pelo presidente da Sky, Luiz Eduardo Baptista, em agosto de 2014, quando o setor ainda crescia: “Não somos concorrentes. Mas, daqui a pouco, se começarem a nos incomodar, podemos comprar esses caras no Brasil”.

O número total de assinantes, hoje na casa dos 18,7 milhões, é muito baixo em relação ao total de residências do país –cerca de 68 milhões. O México, com quase metade da população, fechou 2016 com 21 milhões de assinantes de TV paga.

Curiosamente, segundo a empresa Digital Pay TV Research, o faturamento do setor no Brasil é quase o dobro do registrado no México.

Em anúncio publicado na Folha na última quinta (30), a ABTA diz que busca um acordo com as três emissoras de TV “de forma a não onerar os seus assinantes”. A preocupação faz sentido em um momento de crise econômica e perda de clientes.

Por outro lado, a Simba defende que, graças aos seus lucros, as operadoras têm, sim, condições de absorver os custos da remuneração desejada por Record, SBT e RedeTV!. Em suas mensagens, o trio tem lançado ao ar, também, a carta do nacionalismo, sugerindo se tratar de uma disputa de empresas brasileiras (os canais) contra estrangeiras (as operadoras).

—————————————————————————————————————–

Leia::  Delação de Palocci: Record põe no ar os “rabos presos” da Globo

NAVALHA

Valdir Macedo, valiosa fonte do Conversa Afiada, informa que a RecordTV sabe o que está fazendo e vai até o fim!

E que no ano passado lucrou R$ 236 milhões, com uma radical redução dos custos…

Gastou R$ 40 milhões para “zerar” o RecNov e compartilhá-lo com a Casablanca, onde produz, hoje, três novelas!

Começou a gastar outros R$ 40 milhões para atualizar a TV Record tecnologicamente.

Segundo Valdir Macedo, é o seguinte o recado que a equipe da RecordTV recebeu: não temos o que temer, façam o seu trabalho!
Não olhem o IBOPE.

(De fato, com saída provisória dos sinais das operadoras das três empresas do Simba, por enquanto, a que mais perdeu IBOPE foi a Record.)

Valdir Macedo também informa ao Conversa Afiada que a Globo, tentou, até a última hora, impedir a conversão de analógico para digital.

Primeiro, com medo de perder audiência – já cadente -, porque muitos de seus espectadores não têm dinheiro para comprar equipamento digital.

E, mais importante, para impedir que o Governo entregasse a frequência analógica aos compradores, que já pagaram uma fortuna ao Governo!

E quem já comprou e em quem a Globo queria dar um calote?

As telefônicas que vão competir com… a Globo!
As telefônicas que vão distribuir conteudo que ferra, primeiro, a Globo!

Valdir Macedo também informa ao Conversa Afiada que a operação da Rede Globo de televisão não ganha mais dinheiro!

Entendeu, amigo navegante?
O negócio “televisão” – botar conteúdo no ar e vender publicidade – não dá mais lucro à Globo!

A receita da Rede Globo caiu e as despesas – por incompetência – subiram!

Como diz e repete o Conversa Afiada: a Globo vai morrer gorda!

E como é que a Globo ainda tem lucro nos resultados contábeis?

Leia::  A versão de Míriam Leitão para sua agressão durou menos tempo que o famoso voo

Com a receita dos juros – ela virou um banco… – e com o que recebe da TV por assinatura.

Ou seja, o que salva a Globo do prejuízo é exatamente o negócio que ela quer impedir que a Record, o Sílvio e a RedeTV também explorem!

Portanto, essa briga pela TV por assinatura tem exatamente um objetivo implícito: cravar a faca no peito do Império global.

De onde vai sair – cedo ou tarde – o dinheiro para remunerar os integrantes do Simba?

Não há de ser dos assinantes, cujo número diminui a cada ano…

Só pode sair do caixa onde a Globo mete a mão e se evita o prejuízo.

Ou seja, a RecordTV vai tirar parte da grana que a Globo quer embolsar sozinha (sim, porque a Band não conta: está à venda e ninguém compra…)!

Deu pra entender, amigo navegante?

O objetivo (da RecordTV) é ferrar a Globo!

PHA

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *