Juízes não gostam de 1° de Maio. Gostam de 1° de abril

por Fernando Brito, Tijolaço

Em 2015, o Ministério Público tucano, digo, paulista, foi à Justiça para impedir que a Avenida Paulista fosse fechada aos domingos e feriados para o lazer do paulistano.

Não se podia atrapalhar o “direito de ir e vir” dos automóveis.

Agora, a Justiça tucana, digo, paulista, proíbe o 1° de Maio na Avenida porque não se pode atrapalhar o lazer do paulistano.

Não sei se o juiz que concedeu esta ordem está entre os 70% dos magistrados paulistas que recebem mais que o teto constitucional , conforme revela pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, publicada hoje pela Folha.

Não é o caso de se perguntar o que se tira dos paulistas (e dos paulistanos) com sua farra salarial.

É legal, é direito, é justo.

Não é legal, nem direito, nem justo que os que ganham 40 vezes menos queiram se reunir para, pelo menos na velhice, terem direito a uma “merreca”.

Gente que pensa assim também tem o direito de ir e vir.

Sobretudo o de ir. Ir para o inferno.

Leia::  Jungmann convoca Exército e diz que Temer não aceitará baderna

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *