No sofá do impeachment de Dilma , sobrou só um para Temer

por Fernando Brito, Tijolaço

O Globo publica hoje uma foto sensacional. Tirada no domingo onde a Câmara dos Deputados virou o circo de horrores  de que todos se recordam.

A foto acima foi feita em 17 abril de 2016, um domingo também decisivo na história republicana brasileira, quando a Câmara dos Deputados aprovou a admissibilidade do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. O então vice-presidente Temer assistia à sessão ladeado por três aliados, todos, assim como o próprio presidente, enrolados com a Justiça: à sua esquerda, o ministro Eliseu Padilha, que responde a inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF).

Os outros dois que dividiam o sofá com Temer estão atualmente na cadeia: além de Henrique Eduardo Alves, o ex-deputado ex-assessor do Palácio do Planalto Rodrigo Rocha Loures também assistiu à derrocada de Dilma na companhia de seu sucessor.

Temer já tinha ali Rocha Loures como um de seus mais íntimos, com que dividia seu momento de prazer e êxtase  com o golpe que lhe daria a faixa presidencial.

E ajuda a responder às três primeiras perguntas da Polícia Federal:

 Qual a relação de Vossa Excelência com Rodrigo da Rocha Loures?

 Desde quando o conhece? Já o teve como componente de sua equipe de trabalho? Quais os cargos ocupados por ele, diretamente vinculados aos de Vossa Excelência?

Rodrigo da Rocha Loures é pessoa da estrita confiança de Vossa Excelência?

Para quem foi convidado para o “camarote do impeachment”, as respostas são claras.

Leia::  Luta por diretas avança e une multidões de Porto Alegre a Salvador

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *