O muro da América Latina e a guerra


.por Gustavo Gollo, GGN

O presidente americano anunciou recentemente a construção de um muro na fronteira com o México; o muro será erguido para impedir a entrada de latino-americanos, não só de mexicanos, somos todos indesejáveis.

Somos pobres e, por isso, feiosos; acho que é mais por isso que eles não nos querem lá, mas não entendo direito. De qualquer forma, não implicam com canadenses.

O anúncio de que cobrará os custos da obra do México explicita o desdém e a compulsão pela humilhação impiedosa aos vizinhos.

*         *         *

No final de fevereiro, o secretário de defesa dos EUA apresentará um plano para a grande reconstrução das forças armadas que incluirá novos navios e aviões, forças de operações especiais adicionais e a modernização do arsenal nuclear dos EUA. O plano exigirá um enorme aumento no orçamento das forças armadas.

Simultaneamente, o presidente americano anunciará um bloqueio às ilhas chinesas no Mar da China, e infestará a região com sua gigantesca frota de guerra.

Tenho profetizado, já há alguns anos, uma grande guerra com estopim no Mar da China. Acredito que as ameaças se tornarão fortíssimas no fim de fevereiro. Muitos de nós, brasileiros, pensarão ser apenas uma guerra distante, não será. Os caras são racistas, não gostam de nós, nos acham feios; não permitirão que sobremos em grande número. Seremos aniquilados se houver a guerra nuclear.

Nós nos imaginamos, a nós mesmos, brancos. Eles não nos veem assim, como revela o tal muro. Então, aproveitarão a guerra para fazer uma limpeza e seremos exterminados (aos olhos deles, nós somos a sujeira).

*         *         *

Leia::  Trump ameaça atacar e invadir Venezuela

Uma estratégia bastante provável para essa guerra se constituiria em um ataque inicial fulminante, varrendo com um enorme sopro nuclear toda a superfície da China e da Rússia; seria “a guerra estourando hoje à noite”. Outras bombas seriam distribuídas pelo restante do mundo. Haveria retaliação.

Não se sabe o que resultaria disso, além de bilhões de mortes, dos escombros e da poluição radioativa envenenando todo o planeta. Garantido, apenas, um sofrimento imenso, maior que todo o já sentido pela humanidade.

Essa guerra absurda tem que ser evitada.

Parem a guerra!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *