Para salvar Temer, Folha tenta anular delação de Joesley

Na linha de frente da defesa midiática de Michel Temer, a Folha destaca contradições banais entre o depoimento de Joesley Batista ao Ministério Público e sua entrevista à revista Época; ao MP, Joesley diz ter conhecido Temer como vice-presidente; à revista, o empresário disse que isso aconteceu por volta de 2010, um ano antes da posse; Temer certamente tentará usar essas contradições banais, que não mudam a essência das denúncias, para anular a delação; no mês passado, o jornal da família Frias já havia passado vergonha ao ver desmoralizado o perito que tinha contratado para dar um laudo favorável a Temer em análise da gravação do diálogo com Joesley Batista no Jaburu

Do Brasil 247

A Folha de S.Paulo, em sua tentativa de salvar a pele de Michel Temer, noticia com destaque uma série de contradições banais entre o depoimento de Joesley Batista ao Ministério Público e a versão apresentada pelo empresário em entrevista à Época, neste fim de semana.

O “grande fato” revelado por reportagem do jornal da família Frias é que Joesley agora mudou a versão sobre a data em que conheceu o peemedebista.

“Ele indicou uma data diferente sobre seu primeiro contato com Michel Temer e deu uma nova versão sobre os encontros iniciais com o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

Em entrevista publicada no site da “Época” na sexta-feira (16), Joesley afirmou: “Conheci Temer através do ministro Wagner Rossi [PMDB], em 2009, 2010. Logo no segundo encontro ele já me deu o celular dele. Daí em diante passamos a falar. Eu mandava mensagem para ele, ele mandava para mim. De 2010 em diante. Sempre tive relação direta”.

Leia::  Mídia não consegue animar o consumidor

A data é diferente da que ele forneceu no depoimento prestado à PGR como parte do acordo de delação premiada, em vídeo gravado no dia 7 de abril passado.

Na ocasião, Joesley declarou que só conheceu Temer depois da eleição do peemedebista como vice-presidente na chapa da petista Dilma Rousseff. O executivo inicialmente disse que conhecia Temer já fazia “cinco, seis anos”, mas foi interrompido por um procurador. Em seguida, diz: “O presidente Michel Temer conheci há cinco, seis anos atrás, ele já como vice-presidente. Quem me apresentou foi o ex-ministro Wagner Rossi, nomeado por ele”.

Temer tomou posse no cargo em 1º janeiro de 2011, portanto depois de “2009, 2010”.

Antes, Joesley havia entregado um “anexo”, versão preliminar do que prometia dizer em depoimento, no qual também mencionava que havia conhecido Temer antes da posse na Vice-Presidência.”

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *