PT se solidariza a Míriam Leitão, mas culpa Globo por clima de ódio

Em nota assinada pela presidente, senadora Gleisi Hoffmann (PR), o PT lamentou o “constrangimento sofrido pela jornalista Miriam Leitão no voo entre Brasília e o Rio de Janeiro”, quando foi alvo de agressões verbais de militantes petistas; a legenda afirma que “orienta a militância a não realizar manifestações políticas em locais impróprios e a não agredir qualquer pessoa por suas posições políticas, ideológicas ou por qualquer outro motivo”, mas ressalta que a “Rede Globo, empresa para a qual trabalha a jornalista Miriam Leitão, é, em grande medida, responsável pelo clima de radicalização e até de ódio por que passa o Brasil”

Do Brasil 247

O PT lamentou, em nota, o “constrangimento sofrido pela jornalista Miriam Leitão no voo entre Brasília e o Rio de Janeiro no último dia 3 de junho”.

A jornalista relatou em sua coluna no Globo nesta terça-feira 13 ter sido alvo de agressões verbais por parte de militantes do partido que estavam a bordo da aeronave, no último dia do Congresso do PT.

Na nota, assinada pela presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), a legenda afirma que “orienta a militância a não realizar manifestações políticas em locais impróprios e a não agredir qualquer pessoa por suas posições políticas, ideológicas ou por qualquer outro motivo, como confundi-las com empresas para as quais trabalhem”. Para o PT, “esse comportamento não agrega nada ao debate democrático”.

O texto ressalta, porém, que a “Rede Globo, empresa para a qual trabalha a jornalista Miriam Leitão, é, em grande medida, responsável pelo clima de radicalização e até de ódio por que passa o Brasil, e em nada tem contribuído para amenizar esse clima do qual é partícipe”. “O PT não fará com a Globo o que a Globo faz com o PT”, finaliza.

Leia::  E Temer virou piada no mundo com sua ‘homenagem’ às mulheres

Veja a íntegra da nota:

O Partido dos Trabalhadores lamenta o constrangimento sofrido pela jornalista Miriam Leitão no voo entre Brasília e o Rio de Janeiro no último dia 3 de junho, conforme relatado por ela em sua coluna de hoje. Orientamos nossa militância a não realizar manifestações políticas em locais impróprios e a não agredir qualquer pessoa por suas posições políticas, ideológicas ou por qualquer outro motivo, como confundi-las com empresas para as quais trabalhem.Entendemos que esse comportamento não agrega nada ao debate democrático. Destacamos ainda que muitos integrantes do Partido dos Trabalhadores, inclusive esta senadora, já foram vítimas de semelhante agressão dentro de aviões, aeroportos e em outros locais públicos.

Não podemos, entretanto, deixar de ressaltar que a Rede Globo, empresa para a qual trabalha a jornalista Miriam Leitão, é, em grande medida, responsável pelo clima de radicalização e até de ódio por que passa o Brasil, e em nada tem contribuído para amenizar esse clima do qual é partícipe. O PT não fará com a Globo o que a Globo faz com o PT.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *